quinta-feira, 27 de julho de 2017

Documentário: Sotigui Kouyaté, Um griot no Brasil e Griots, guardiões da história oral



https://www.youtube.com/watch?v=sJd1te_3pjI
 
 

Publicado em 6 de ago de 2014
O documentário, dirigido por Alexandre Handfest, traz o ator, diretor e
griot africano, que trabalhou com Peter Brook, falando da missão de
passar adiante seus conhecimentos, a memória do continente e da
importância da escuta para arte, comunicação e vida.


Direção: Alexandre Handfest – Produção: SescSP

Classificação: Livre


https://www.youtube.com/watch?v=8eIX4Bfr3ak

Publicado em 8 de abr de 2011
Na tradição africana, são os griots, não os livros, que transmitem a
história de um povo ao longo dos tempos. Veja fotos que o editor do
Brasil de Fato, Igor Ojeda, fez dos griots de Ndièyenne Sirakh, no
interior do Senegal


INÍCIO 

Oralidade e letramento: diálogos na escola



https://www.youtube.com/watch?v=c_8pQ0534tY

 
 

Publicado em 27 de out de 2014
Carlos Alberto Faraco, linguista e professor da Universidade Federal do Paraná
(UFPR), fala da importância de se trabalhar oralidade na escola e
apresenta algumas sugestões de como esse trabalho pode ser feito.




https://www.youtube.com/watch?v=hioTkSqFg3E



INÍCIO 

A universidade brasileira ensina de costas pro país e pro povo - Ariano Suassuna



https://www.youtube.com/watch?v=Ww91hs_pji8


Publicado em 12 de jul de 2017
►PARA MAIORES INFORMAÇÕES, LEIA MAIS:

Ariano Suassuna (1927 - 2014) foi dramaturgo, romancista, poeta e membro da Academia Brasileira de Letras Ariano. "O Auto da Compadecida", sua obra-prima, foi adaptada para a televisão e para o cinema. Sua obra reúne, além da capacidade imaginativa, seus conhecimentos sobre o folclore nordestino. Foi poeta, romancista, ensaísta, dramaturgo, professor e advogado.

"Que são os homens mais do que a aparência de teatro?
A vaidade e a fortuna governam a farsa dessa vida. Ninguém escolhe seu papel, cada um recebe o que lhe dão.Aquele que sai sem fausto e nem cortejo e que logo no rosto indica que é sujeito a dor, a aflição, a miséria, este representa o papel de homem.
A morte que está de sentinela numa das mãos segura o relógio do tempo na outra a foice fatal e com esta de um só golpe, certeiro e inevitável, dá fim a tragédia, fecha a cortina e desaparece", Matias Aires

Íntegra - https://youtu.be/nB813pnBXBQ

INÍCIO 

Um papo com Paulo Freire.



https://www.youtube.com/watch?v=idwYE9x0NuE

 
 

Publicado em 5 de mar de 2017
◼️ 🔻 Para mais informações, leia a descrição.

◼️ Um papo com Paulo Freire.

Em uma palestra no ano de 1994, Paulo Freire fala a respeito de
disciplina, liberdade, escola e educação. Qual o papel dos professores e
dos pais na construção da educação.

◼️ Fonte Original: Palestra realizada no auditório do CDCC em 22 de novembro de 1994, patrocinada pelo IFSC - USP.



INÍCIO 

Documentário Paulo Freire Contemporâneo [HD]



https://www.youtube.com/watch?v=5y9KMq6G8l8
 
 

Publicado em 7 de dez de 2015
Nascido em 19 de setembro de 1921 no Recife, Pernambuco, Paulo Freire foi um
dos maiores educadores brasileiros e, ainda hoje, é referência
bibliográfica na pedagogia e estudos relacionados ao ensino e à
educação. O documentário Contemporâneo retoma as origens das primeiras
experiências de alfabetização e de educação popular freirianas, quase 50
anos depois de sua realização em Angicos (RN), para mostrar de que
forma os elementos fundamentais de seu pensamento e pedagogia estão
vivos e presentes até os dias atuais.


INÍCIO 

PHA a Boulos: cadê o povão?



https://www.youtube.com/watch?v=LkhF-DCkD7c&feature=em-uploademail 



Publicado em 27 de jul de 2017
ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA EM youtu.be/COzi-lCMeJM

Guilherme Boulos, líder do MTST - Movimento dos Trabalhadores Sem-teto, fala
sobre as manifestações do último período e quais podem ser as reações
populares contra os ataques do governo Temer.

 INÍCIO 

Grandes Cursos Cultura Na TV - José Miguel Wisnik - Guimarães Rosa - Famigerado



https://www.youtube.com/watch?v=_W4mAPHbQZE
 
 

Parte 2/3

https://www.youtube.com/watch?v=IMfMF9zcAIg 


Parte 3/3 

https://www.youtube.com/watch?v=5LHhtBf24Nk


Publicado em 29 de jun de 2011
Famigerado

Um dos 21 contos curtos que integram o volume "Primeiras Histórias",
lançado por Guimarães Rosa em 1962. Conta a história de um valentão
sertanejo que viaja centenas de léguas atrás de alguém letrado, um
doutor da cidade, que lhe explique o significado de uma palavra, que soa
hora como xingamento, ora como elogio, e de cuja resposta dependerá a
vida e a morte de muitos, inclusive a do doutor.


INÍCIO 

Negociar com o patrão - Reforma Trabalhista




https://www.youtube.com/watch?v=I5Eoslm7_DM

Publicado em 19 de jul de 2017
A partir de agora, patrão e empregado negociam diretamente.. Agora, sim, todo mundo vai debater de igual pra igual: patrão igual a patrão, empregado igual a empregado.


INÍCIO 

Rossini Tavares de Lima e o Museu do Folclore

 

Museu de Folclore Rossini Tavares de Lima





Mantido pela Associação Brasileira de Folclore, entidade sem fins lucrativos, o Museu de Folclore Rossini Tavares de Lima  é particular e mantém um acervo resultado de pesquisa de campo, principalmente realizadas pelos alunos do falecido professor que o fundou e tem seu nome.
Seu acervo é constituído de peças atualmente em uso em vários lugares do Brasil, referentes à arte popular, utensílios, vestuários, objetos religiosos, musicais etc. Não se trata de um museu apenas histórico.
Tem entre suas finalidades o de conscientizar as pessoas na valorização de nossas tradições e objetos, usos e costumes e, consequentemente, a nossa cultura.
Atualmente tem como diretora executiva Maria do Rosário Tavares de Lima.
Endereço: Casa do Sertanista à Praça Ênio Barbato, s/n, Caxingui, Butantã, São Paulo. Telefax: (11) 3721-8671

 
 
 
​Rossini Tavares de Lima -  Cadeira n° 39
Fundador ​Rodolfo Josetti
     
 
Historiador e folclorista, Rossini Tavares de Lima nasceu em Itapetininga, São Paulo, a 25 de abril de 1915. Iniciou seus estudos de piano e de teoria musical com seu pai, Mozart Tavares de Lima. Diplomou-se pelo Conservatório Dramático e Musical de São Paulo. Fundou e dirigiu a revista Folclore, participando também da criação do Centro de Pesquisas Folclóricas Mario de Andrade. Ocupou o cargo de professor de história da música e de folclore nacional no Conservatório Dramático e Musical de São Paulo. Foi colaborador dos seguintes jornais: Jornal da Manhã, Correio Paulistano, Folha da Manhã, Roteiro, Planalto, A Noite, e das revistas Ilustração, Hoje e Leitura. Foi fundador da Academia Paulista de Música, redator de arte do jornal A Gazeta, comentarista musical da Rádio Gazeta. Foi fiscal de ensino musical do Serviço de Fiscalização Artística da Secretaria de Governo, membro da comissão de ensino da Fundação Armando Alvares Penteado e membro do Conselho Nacional de Folclore.

Em 1947 organizou, no Centro de Pesquisas Folclóricas do Conservatório Dramático e Musical de São Paulo, um pequeno acervo de objetos folclóricos. O acervo cresceu por ocasião das comemorações do IV centenário da cidade de São Paulo e se transformou na Exposição de Artes e Técnicas Populares, mais tarde Museu de Artes e Técnicas Populares. Com a constituição da Associação Brasileira de Folclore, em 1960, passou a se chamar Museu de Folclore de São Paulo. Por fim foi renomeado como Museu do Folclore Rossini Tavares de Lima, em homenagem ao seu criador.

Escreveu, entre outras obras: Manifestações folclóricas em São Paulo, para o livro de Ernâni Silva Bruno: São Paulo, e Terra e povo, editado em Porto Alegre em 1967, Notas sobre pesquisas do folclore musical, São Paulo, 1945, Folclore nacional, São Paulo, 1946, Ai, eu entrei na roda, 50 rodas infantis, São Paulo, 1947, Poesias e adivinhas, São Paulo, 1947, ABC de folclore, São Paulo, 1952, Da conceituação do lundu, São Paulo, 1953, Melodia e ritmo no folclore de São Paulo, São Paulo, 1954, Folguedos populares de São Paulo, São Paulo, 1954, O Folclore na obra de escritores paulistas, São Paulo, 1962, O Folclore do litoral norte de São Paulo, Rio de Janeiro, 1968 e Folclore das festas cíclicas, São Paulo, 1971.

Faleceu em São Paulo, em 05 de agosto de 1987.


http://www.abmusica.org.br/academico.php?n=rrossini-tavares-de-lima&id=885

*Livros de Rossini Tavares de Lima:

ABECE DE FOLCLORE

autor: Rossini Tavares de Lima

editora: Martins Fontes - Martins

SINOPSE
O leitor encontrará no Abecê de folclore um painel representativo do que compõe a cultura popular brasileira. O estudante, além disso, encontrará informações que contribuirão para a sua formação intelectual. Isso tem garantido o sucesso das várias edições deste livro.
No Abecê entramos em contato com a Ciência do Folclore como defendia Rossini , com os conceitos e metodologias que norteiam as pesquisas nessa área.
O estudo da música, da linguagem e da literatura folclórica é apresentado mostrando a sua importância no panorama cultural brasileiro, e os contos populares recebem tratamento destacado.
Além disso, o capítulo sobre a presença do folclore na nossa literatura colonial merece atenção especial do leitor.
Por fim o "Pequeno Dicionário Musical", que encerra o Abecê de folclore, é uma preciosidade enquanto registro de época.
J.G.M.G.
DADOS DO PRODUTO
título: ABECE DE FOLCLORE isbn: 9788533618138 idioma: Português encadernação: Brochura ano de edição: 2003 edição:
http://www.travessa.com.br/abece-de-folclore/artigo/72f34767-0db0-47b6-947b-c27917da82bc

A CIENCIA DO FOLCLORE

autor: Rossini Tavares de Lima

editora: Martins Fontes - WMF


SINOPSE
A teoria da cultura espontânea formulada por Rossini Tavares de Lima é a resultante de uma experiência vivenciada ao lado do povo cantante, dançante, contador de estórias e causos, supersticioso e profundamente religioso, temente a Deus e a forças adversas, imaginárias na maioria das vezes. As características do brasileiro são aqui reveladas pelos seus usos e costumes, pelos seus 'modos de pensar, sentir e agir'. Sua formação musical teve papel decisivo para as análises que nos legou das cantigas e na classificação dos instrumentos musicais folclóricos. O livro constitui um verdadeiro roteiro para todos aqueles que desejarem aprofundar seus conhecimentos sobre os métodos de pesquisa, a elaboração de questionários para entrevistas com informantes, a análise e a interpretação de dados e o estudo do folclore em textos eruditos.
DADOS DO PRODUTO
título: A CIENCIA DO FOLCLORE isbn: 9788533619104 idioma: Português encadernação: Brochura formato: 13,7 x 20,8 páginas: 246 ano de edição: 2003 ano copyright: 2003 edição:

http://www.travessa.com.br/a-ciencia-do-folclore/artigo/a026d664-d912-4509-8f37-b677e6a0041a

INÍCIO 

ELY CAMARGO - Cantiga de São Gonçalo (Minas Gerais)



https://www.youtube.com/watch?v=bH7buBX7ohw
 
 

Publicado em 30 de abr de 2016
Música recolhida por Rossini Tavares de Lima, álbum "Danças Folclóricas Brasileiras" (1968), sêlo Chantecler

Nota da contra-capa:

"Dança de São Gonçalo - No Estado de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Bahia e
Alagoas, é uma dança de promessa, realizada na frente do altar.
Caracteriza-se em São Paulo e no Sul de Minas pelo canto de versos,
palmeado e sapateado. Durante pesquisa realizada em Santa Isabel, SP,
mantive contacto com participantes de Congada mineira e um dele s era
dançador de São Gonçalo, em Machado Grande, o qual entoou a "cantiga"
gravada neste "Lp".

Escolha de temas e ritmos, apresentação e comentários do PROF. ROSSINI TAVARES DE LIMA"


INÍCIO 

Macunaíma e o Enigma do Herói às Avessas | José Miguel Wisnik



https://www.youtube.com/watch?v=l_hWIfYna7k 


Publicado em 30 de ago de 2016
O ensaísta, crítico e prof. de literatura da USP José Miguel Wisnick fala
sobre a obra de Mário de Andrade, Macunaíma, de 1928. O livro descreve a
saga de um herói brasileiro apresentado com traços positivos e também
marcadamente negativos. Macunaíma é o resultado de intensas pesquisas de
Mário de Andrade sobre a cultura popular pelo Brasil. O livro imita o
modo de narração da composição popular, o herói às avessas é grande e é
pequeno como o Brasil: imenso, mas muitas vezes menor do que poderia
ser. Segundo Wisnick a palavra ‘caráter’, em Macunaíma, tem mais de um
sentido; refere-se tanto ao mentiroso, desregrado, inconsequente como à
ausência de características sólidas. O livro era um plágio das lendas
indígenas e o modo do brasil ser: uma bricolagem. Em Mário de Andrade
não há a ideia de identidade nacional, mas de sofrimento e gozo das
populações em sua construção.
Programa exibido em 08/05/2016

 INÍCIO 

Mário de Andrade e a construção da cultura brasileira - José Miguel...



https://www.youtube.com/watch?v=mnJ7yVd7nYA
 
 

Publicado em 20 de mai de 2016
O programa traz o tema mário de andrade e a construção da cultura
brasileira. O professor José Miguel Wisnik analisa o trabalho de mário
de andrade e sua contribuição para a construção da cultura brasileira a
partir do advento da semana de arte moderna de 22 e também da análise do
livro Macunaíma de acordo com o professor Wisnik, Mário de Andrade
pensa o Brasil, como o país que naquele momento, que coincide com a
semana de arte moderna de são paulo, entrava na ordem do mundo urbano
industrial, ou seja, um país que passava portanto pela experiência da
grande cidade, ou se incluía, portanto, numa atmosfera cosmopolita. Ou
seja, ele pensa o brasil da grande cidade na sua relação com o mundo. No
segundo momento, há uma espécie de descoberta do brasil. Então, ele vai
se empenhar na construção de uma cultura brasileira integrada. Esse
projeto tem como base a cultura popular que está espalhada por todo o
país na forma de repentes, de reizados, de bumba-meus-bois, de toda
música popular oral. E é nesse trabalho de resgate da cultura popular
que ele vai dedicar boa parte da sua vida. "macunaíma", de acordo com
wisnik, é um livro que é uma interpretação do brasil, feita com base
nessa estratégia da cultura brasileira, que é pesquisar amplamente a
cultura popular.
Gravado em 2 de dezembro de 2003.
CPLF


INÍCIO 

Missão de Pesquisas Folclóricas de Mário de Andrade (1938)



https://www.youtube.com/watch?v=JEQ0NzpvIpE
 
 
Publicado em 11 de abr de 2012
Missão de Pesquisas Folclóricas realizada em 1938 pelo Norte e Nordeste do
Brasil, por iniciativa de Mário de Andrade, colecionando material
áudio-visual das manifestações folclóricas antes de sua
descaracterização, provocada pela crescente urbanização do país à época.

PS:Desculpem a qualidade ruim do áudio e do vídeo, é que tudo foi retirado
de VHS. Quem tiver o Doc. em qualidade melhor, favor postar! Mas vale o
registro...


INÍCIO 

Pedagogia Libertadora de Paulo Freire



https://www.youtube.com/watch?v=tVp0UtZBy7A
 
 

Publicado em 20 de jun de 2014
A Barão de Mauá é uma instituição credenciada no MEC para oferecer cursos a distância.


INÍCIO 

Pedagogia do Oprimido -Entrevista com Paulo Freire - 11 partes

 https://www.youtube.com/watch?v=nwU-F7Fu6Js



*Link para acessar as 11 partes da entrevista:

https://www.youtube.com/channel/UCL-cqAgqRxnrScba-h9mNnA



INÍCIO 

terça-feira, 25 de julho de 2017

Ilú Obá De Min - eventos




https://www.facebook.com/pg/iluobademin/events/?recently_added_ids=719954754864786%2C236685933508370&ref=notif
 

INÍCIO 

Nadia Gal Stabile - Arte digital - 25 07 2017

https://www.instagram.com/stabilenadia/
https://www.instagram.com/nadia.stabile/







Ariano Suassuna • Ao Redor do Buraco Tudo é Beira



https://www.youtube.com/watch?v=du5ebLpFvpU

INÍCIO 

O Avesso do Niilismo com Peter Pál Pelbart



https://www.youtube.com/watch?v=67uycxykw94&index=1&list=WL

INÍCIO 

Isso a globo não mostra.. Não é mais fora temer. É foda-se o temer



https://www.youtube.com/watch?v=P63G1pk1B1w&index=2&list=WL

INÍCIO 

O Brasil protagonista virou uma insignificância do tamanho da estatura p...



https://www.youtube.com/watch?v=oiXKGR_8dyE&index=5&list=WL

INÍCIO 

GREG NEWS com Gregório Duvivier | FAKE NEWS



https://www.youtube.com/watch?v=V4E0yXQeI2Y&index=8&list=WL


INÍCIO 

GREG NEWS com Gregório Duvivier | CALENDÁRIO MAIA



https://www.youtube.com/watch?v=yMzhKdxVC2U

INÍCIO 

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Meu pai não era perfeito




Dizem que falar de nossa aldeia é algo bom...
Meu pai não era perfeito, nunca escreveu livro algum, não deixou nada pra colocar juízo em seus descendentes. Meu pai lia a Folha de São Paulo todos os dias e o Estadão aos domingos. Assistia o tele jornal da Tv Globo e até as novelas da Globo por osmose, porque minha mãe assistia a todas.
Por isso, talvez, não encontraram tempo, nem condições, para escrever livros...e portanto as mensagens deles ficaram perdidas...os netos nunca mais poderão saber quem eram seus avôs!
A família de classe média média progrediu, porém, este progredir financeiramente às vezes não tem nada a ver com evoluir em outros sentidos!
A luta pela sobrevivência, pelo evoluir financeiramente, deixa pouco tempo para outras coisas mais relevantes.
Lembro sempre de um vídeo que conheci aqui na internet, sobre crianças separadas de seus pais, de aldeias rurais, para irem estudar na cidade, o que ocorria é que os jovens perdiam o elo de ligação com suas raízes culturais, e colocando no lugar somente a luta insana pela sobrevivência, ou pela corrida atrás de dinheiro.
Nossas maiores dores podem ser amenizadas se pudermos contar uma história sobre elas, dizia Clarice Lispector, se foi ela mesma quem disse isto, tudo bem, senão...
As maiores dores da gente quase sempre são em relação as pessoas que amamos muito, nossos pais, por exemplo. Então, sofremos pelas opções equivocadas que eles fizeram, ou pela falta de opções... e por conta disto, tantos males foram causados...Conhecer a realidade a fundo, estar nela, não se fazer de cego, e tentar corrigir erros, para isto precisamos entender que precisamos estudar, sermos humildes, ir na biblioteca e contar com a ajuda da bibliotecária que está lá para nos mostrar caminhos. Minha sogra era bibliotecária, morreu faz um ano, morreu de repente, tinha 81 anos e saúde equilibrada, mas numa certa noite... foi-se!! Ninguém pode prever o dia em que irá desta pra melhor! Então, sempre é bom deixar mensagens vitais para filhos, netos, sobrinhos e etc.
A educação tem esta missão grandiosa...tecer redes entre os mais novos e os mais velhos, sem isto...as famílias perdem o que de mais valioso poderiam ter.
Meu pai não era perfeito, mas eu pude assimilar bem suas qualidades e defeitos para tentar não errar como ele e os acertos, dou graças... devo muito a ele!

Nadia Gal Stabile - SP, 24 07 2017

 *Foto acima tirada por mim em 1987 - Meu pai trabalhando, ele era projetista mecânico, torneiro, fresador. Fabricava máquinas e ferramentas numa oficina de fundo de quintal.

INÍCIO 

Marco Aurélio Garcia 1941-2017 - Ainda as raizes do fascismo



INÍCIO 

AmericanStringQuartet- Beethoven op.131



https://www.youtube.com/watch?v=Gx2KlpV_ZOk
 
 

Luiz A M Salgado escreve:

O Sublime dos Sublimes

https://www.youtube.com/watch?v=Gx2KlpV_ZOk

Cinco dias antes de sua morte o Genial Franz Schubert quis ouvi-lo pela ultima vez (!)

A história conta que Schubert, fanático por Beethoven, e HUMILDE, após
ouvir o N14, Op. 131, comentou: "Depois disto, o que sobrou para nós
compormos ?!!! "
Assim era Beethoven, assim também era Franz Schubert



INÍCIO 

The sheer scale of Italy's debt threatens global GDP - A grande escala da dívida da Itália ameaça o PIB global

The sheer scale of Italy's debt threatens global GDP


http://www.businessinsider.com/italy-debt-global-gdp-growth-2017-7?lipi=urn%3Ali%3Apage%3Ad_flagship3_detail_base%3BKlYmO%2B3%2BR0eU1cwxw2wM3Q%3D%3D

*versão traduzida para o portugues:

A grande escala da dívida da Itália ameaça o PIB global 

http://translate.google.com/translate?hl=pt&sl=auto&tl=pt&u=http%3A%2F%2Fwww.businessinsider.com%2Fitaly-debt-global-gdp-growth-2017-7%3Flipi%3Durn%253Ali%253Apage%253Ad_flagship3_detail_base%

253BKlYmO%252B3%252BR0eU1cwxw2wM3Q%253D%253D

Cliff diving in Polignano a Mare, Italy. Photo by Dean Treml/Red Bull via Getty Images
LONDON — The debt Italy owes to the rest of Europe — 25% of its GDP — is so bad that a default would "shatter" the country, cripple Europe with unpaid debts, and wipe 0.4% off global GDP, according to Oxford Economics analyst Taha Saei.
"If the Eurozone’s fourth largest economy were forced to leave ... the euro, it would likely default given the increased debt obligations from settling this bill would cripple its economy," Saei says.
Recovery would take decades, he wrote in a recent note to clients.
Italy's populist 5 Star Movement (M5S) has proposed abandoning the euro as a currency in order to reboot the economy by launching a competitively devalued new lira against the euro. M5S, led by Beppe Grillo, has made gains in Italian polls over the last few years, as the Italian economy has stagnated.
Italy's current debt is €430 billion ($495 billion), and getting worse:Italy debtOxford Economics
That has led M5S supporters to wonder whether crashing out of the euro might be Italy's best bet.
After all, the alternative is to stay on the same road as Greece. Greece has yet to recover from a recession that is statistically worse than the Great Depression in the US. Athens is stuck paying billions back to the European Central Bank even though its economy is too small to handle them, requiring a never-ending series of "restructuring" agreements. The country is trapped in an impossible cycle: Greece needs to grow in order to pay its debt. But its debt siphons off the cash it needs for investment, crippling its growth.
Taha saei Taha Saei. Linkedin / Taha Saei
Italy is beginning to look a lot like Greece: economically moribund, and saddled with debts it cannot pay. That makes an "Italexit" from the euro increasingly appetising for the populists, who say: Don't do the Greek thing! Instead, drop out of the euro, default on the debt, and start again. A short, sharp, shock, followed by a clear path to recovery.
Saei paints a grim picture of that scenario.
He starts with this: "Italy owes the ECB €430bn, the equivalent of 25% of nominal GDP." If Italy left the euro it would be required to settle its debts instantly. "The increased debt obligations from settling this bill would cripple its economy," Saei says.
Italy would thus be incentivised to default, and walk away.
Immediately, the Italian default would transmit back into the European Central Bank. The ECB would apportion Italy's debts among its remaining members. That would add debt at a rate of 5% to 10% of GDP to every other eurozone country. Here's how it would look:ECB Italy debt recapitalisationOxford Economics
Note, for example, that Greece's share of Italian debt is equivalent to another 8% of its GDP. (Greek debt is currently 179% of GDP.)
The default would force a recapitalisation of the ECB. That might suck up the equivalent of 4% of European GDP, Saei says:
"The ECB could absorb some of the losses using its provisions and revaluation accounts, while remaining losses would be carried forward. However, given the central bank’s profits are typically in the region of €1-2bn a year, these deferred losses (as much as 4% of non-Italy-Eurozone GDP) would take decades to recover. Faced with the prospect of a prolonged period of an impaired balance sheet, we believe the ECB would need to be recapitalised to maintain confidence in the euro as a means of payment."
With the 8th largest economy in the world ravaged by self-imposed inflation, and Europe in recession as a result, the knock-on effects would proceed from there. It might ultimately wipe 0.4% from the global economy, Saei estimates. That doesn't sound like much but it could be enough to push planet-wide growth under 2%, a range last seen during the great financial crisis of 2008:world gdpWorld Bank

INÍCIO 

Pós - doutorado em Criptografia e Segurança da Informação com Bolsa da FAPESP

  
Pós - doutorado em Criptografia e Segurança da Informação com Bolsa da FAPESP
http://agencia.fapesp.br/posdoutorado_em_criptografia_e_seguranca_da_informacao_com_bolsa_da_fapesp/25729/

Agência FAPESP – A Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) dispõe de uma vaga de Pós-Doutorado em Criptografia e Segurança da Informação com Bolsa da FAPESP. O prazo de inscrição encerra no dia 31 de julho.
A Bolsa está vinculada ao Projeto Temático “Criptografia pós-quântica eficiente para construção de aplicações de segurança avançadas”, supervisionado pelo professor Marcos Antonio Simplicio Junior .
O projeto especificará, desenvolverá e analisará sistemas criptográficos pós-quânticos seguros e amigáveis a hardware. O objetivo é fornecer uma variedade de serviços de segurança, incluindo cifração, autenticação e assinaturas digitais. O foco do trabalho realizado será em melhorias de desempenho, possivelmente em termos de tempo de processamento e uso de energia, mas especialmente em termos de tamanhos de chaves, assinaturas e textos cifrados.
A análise de segurança desses sistemas deve considerar tanto ataques criptoanalíticos como ameaças relacionadas à implementação, tais como ataques de canal colateral (side-channel). Já a avaliação de desempenho dos esquemas será tanto teórica quanto experimental.
A posição exige sólida formação em criptografia, de preferência com primitivas pós-quânticas, e boas habilidades de projeto/programação, preferencialmente em linguagens de programação como C e/ou linguagens de descrição de hardware como VHDL. Inscrições pelo e-mail mjunior@larc.usp.br .
A vaga está aberta a brasileiros e estrangeiros. O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 6.819,30 mensais e Reserva Técnica. A Reserva Técnica de Bolsa de PD equivale a 15% do valor anual da bolsa e tem o objetivo de atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.
Caso o bolsista de PD resida em domicílio diferente e precise se mudar para a cidade onde se localiza a instituição-sede da pesquisa, poderá ter direito a um Auxílio-Instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em fapesp.br/bolsas/pd.
Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em fapesp.br/oportunidades.
 

Assuntos mais procurados


INÍCIO 

Bolsonaro e Hitler, pura coincidência?



https://www.youtube.com/watch?v=nQpmJQiuzGM

Publicado em 22 de jul de 2016
Esta é a resposta ao tema 1 do debate realizado pela “Direita Pernambuco” no dia 21-07, naquela ocasião, justifiquei o porque eu disse anteriormente que Bolsonaro se inspira nas técnicas de propaganda de Hitler.

Debate completo:
https://www.youtube.com/watch?v=WOQKD...

Ajudem no crescimento do canal Leonardo Stoppa. Curta e compartilhe!

Estou também no

facebook: www.facebook.com/stoppaleonardo
twitter: @leonardo_stoppa
instagram: leonardostoppa
Para quem ainda insiste em mentir para si mesmo pensando que Bolsonaro não tem nada a ver com Hitler, veja este vídeo. Se restarem dúvidas, sugiro que baixem o Mein Kampf em português digitando “Mein Kampf em português” no Google! - https://www.facebook.com/stoppaleonardo/videos/1803625932998342/


INÍCIO 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...