quarta-feira, 23 de maio de 2018

Elza Soares - Deus é Mulher (Álbum Oficial - 2018)


https://www.youtube.com/watch?v=Kw9ke8zt7XA&app=desktop


Elza Soares  

Publicado em 17 de mai de 2018
00:00 | O Que Se Cala (Douglas Germano) 03:49 | Exú nas Escolas – Part. Especial Edgar (Kiko Dinucci e Edgard) 07:34 | Banho – Part. Ilú Obá de Min (Tulipa Ruiz) 11:03 | Eu Quero Comer Você (Romulo Fróes e Alice Coutinho) 15:32 | Língua Solta (Rômulo Fróes e Alice Coutinho 21:00 | Hienas na TV (Kiko Dinucci e Clima) 24:51 | Clareza (Rodrigo Campos) 28:58 | Um Olho Aberto (Mariá Portugal) 32:35 | Credo (Douglas Germano) 35:45 | Dentro de Cada Um (Pedro Loureiro e Luciano Mello) 39:44 | Deus Há De Ser (Pedro Luiz) “Deus É Mulher” foi gravado entre os estúdios Red Bull (São Paulo) e Tambor (Rio de Janeiro), com produção de Guilherme Kastrup e coprodução de Romulo Fróes, Marcelo Cabral (baixo e Bass Synth), Rodrigo Campos (cavaquinho e guitarra) e Kiko Dinucci (guitarra, sintetizador e sampler). Reforçando a energia feminina do álbum, participaram das gravações Mariá Portugal (Bateria, percussão e MPC) e Maria Beraldo (Clarinete e Clarone). O disco traz 11 faixas inéditas, assinadas por nomes como Tulipa Ruiz, Pedro Luís, Alice Coutinho e Rodrigo Campos, entre outros. Elza contou com a participação especial do cantor Edgar, em “Exú nas Escolas” (Kiko Dinucci/ Edgar), e do grupo Ilú Obá de Min na percussão e vozes de “Dentro de Cada Um” (Luciano Mello/ Pedro Loureiro) e “Banho” (Tulipa Ruiz). DEUS É MULHER (Deck, 2018) Produzido por Guilherme Kastrup Co-produzido por Marcelo Cabral, Kiko Dinucci, Rodrigo Campos e Romulo Fróes (com exceção das faixas Dentro de Cada Um e Deus Há de Ser: produzidas exclusivamente por Kastrup) Bases gravadas na RedBull Studios - SP - entre 18 de dezembro de 2017 e 25 de Janeiro de 2018 por Rodrigo “Funai” Costa. Assistente de gravação: Alejandra Luciani Vozes gravadas nos Estúdios Tambor – RJ - entre 06 e 20 de fevereiro de 2018 por Matheus Gomes. Assistente de gravação: Fábio Roberto Tratamento de áudios por Victor Rice no Estúdio Copan - SP Mixado por Scotty Hard no Estúdio Duro of Brooklin – Brooklin, NY. Assistente de Mixagen: Connor Schultze Masterizado por Felipe Tichauer no Estudio Red Traxx Mastering – Miami. A&R: João Augusto e Rafael Ramos Produção Executiva: Companhia Animart Produções Gestão Empresarial: Juliano Almeida e Pedro Loureiro Marketing e Planejamento Estratégico: Pedro Loureiro e Juliano Almeida Assistente de produção: Bruno Pegos Social Media: WES Mariano / Trópico Digital Capa: Concepção e Direção Criativa: Pedro Loureiro Produção: Juliano Almeida e Pedro Loureiro Intervenção Artística Cabelo em Cobre: Margot Dantas Cabelo e Maquiagem: Wesley Pachu Foto: Daryan Dornelles Assistente de Fotografia: Maria Morgado Tratamento de Imagem: Flávio Albino Projeto Gráfico: Leandro Arraes (Deck) Roadie: Graciliano Neto Transporte: Izildo Contatos para Shows: Companhia Animart Produções Pedro Loureiro - pedro@projetar.art.br Juliano Almeida - animartproducoes@animartproducoes.com.br AGRADECIMENTOS: "Primeiramente agradeço a Deus e a toda essa unidade energética por tudo que venho conquistando, agradeço a esse abençoado encontro com Pedro Loureiro e Juliano Almeida, o que tornou possível todas as nossas conquistas, ao Wesley Pachu, a esses artistas maravilhosos que gravaram esse disco comigo, aos compositores e técnicos, a toda minha equipe e a você que me ajuda a caminhar. Elza". ELZA SOARES http://www.facebook.com/elzasoaresofi... http://www.instagram.com/elzasoaresof... http://www.twitter.com/elzasoares

INÍCIO 

7 mitos da escrita em vídeo


https://www.youtube.com/watch?v=6Hje7jZbd2o&t=

Publicado em 19 de mai de 2018
7 mitos da escrita em vídeo descreve os principais fantasmas que assombram redatores novatos. E também redatores experientes. Funciona para autores de ficção e redatores de não ficção. Vale ver.


INÍCIO 

domingo, 20 de maio de 2018

Gota d'água - Chico Buarque


https://www.youtube.com/watch?v=nvITMyfZ72w




INÍCIO 

Arte digital #nadiagalstabile - outono 2018









RESPOSTA A OTAVIO - Por Pierre Schaeffer - Paris 07.02.1990

 
 



 
 
 
 
RESPOSTA A OTAVIO

Amizade e estima exigem sinceridade. Azar do Otavio se sua fidelidade para comigo o leva a pedi-me algumas linhas de introdução a sua perseverante conduta, digna de interesse e de incondicional admiração.
Comecemos por dizer que por sua técnica Otavio Henrique Soares Brandão não precisa de nenhum apadrinhamento. Sua livre inspiração, sua fecundidade musical e sua independência com relação às pressões contemporâneas o tornam livre diante dos grupos de pressão e, assim, independente de qualquer conteúdo musical deles. Ainda é possível admirar-se na paisagem musical contemporânea jovens audaciosos que traçam seu caminho pessoal, numa selva bem delimitada e mesquinha, onde poucos atalhos são os únicos autorizados, numa paisagem muito bem defendida pela coação, cercada de arames farpados, moldada pela pressão social e pelo esnobismo estético.Por causa desta atitude inicial de singular independência e desta audácia em criar seu universo musical próprio, algo um tanto raro nos dias de hoje, o procedimento de Soares Brandão é digno de estima.
Mas esta independência precisa repousar sobre uma conquista certa, uma técnica experiente, uma maestria sobre o instrumento e os métodos, Este é o caso de Soares Brandão. Admire-se, pois, sem reservas, a conduta e o empenho de quem percorre único a sua estrada, sem recorrer aos apoios fáceis como as do esnobismo, ao gosto da moda do dia e de algumas “panelinhas” que fazem chover e acontecer na paisagem musical. Meu principal motivo para estimar o trabalho de Soares Brandão é o fato dele ser fiel à tradição musical, ao mesmo tempo como instrumentista e compositor, envolto em uma certa modéstia que inspira as suas mais notáveis audácias. Enfim, sendo ele instrumentista e virtuose do instrumento mais difícil de manipular, o piano, deve-se admirar, também, dentro da audácia, a fidelidade e o respeito aos costumes.

Entre os jovens músicos que tiveram a gentileza de se inspirar em meus trabalhos, considerando uma certa tradição de pesquisa, conheço poucos que o tenham feito com tal escrúpulo, com um cuidado igualmente laborioso e com um tamanho respeito pelo essencial.
De bom grado, derrogo minha norma atual que é não escrever nenhuma linha sobre música alguma, para trazer a este virtuose-compositor o buquê de minhas flores, mas que ainda guardam, eu espero, o perfume de quando eram jovens.
Pierre Schaeffer - Paris 07.02.1990. 


 *enviada por:

INÍCIO 

Caçada - Chico Buarque 1973


https://www.youtube.com/watch?v=9Rh1kkUWPHc

CHICO BUARQUE DE HOLANDA - Caçada

Não conheço seu nome ou paradeiro
Adivinho seu rastro e cheiro
Vou armado de dentes e coragem
Vou morder sua carne selvagem
Varo a noite sem cochilar, aflito
Amanheço imitando o seu grito
Me aproximo rondando a sua toca
E ao me ver você me provoca
Você canta a sua agonia louca
Água me borbulha na boca
Minha presa rugindo sua raça
Pernas se debatendo e o seu fervor
Hoje é o dia da graça
Hoje é o dia da caça e do caçador

Eu me espicho no espaço feito um gato
Pra pegar você, bicho do mato
Saciar a sua avidez mestiça
Que ao me ver se encolhe e me atiça
Que num mesmo impulso me expulso e abraça
Nossas peles grudando de suor
Hoje é o dia da graça
Hoje é o dia da caça e do caçador

De tocaia fico a espreitar a fera
Logo dou-lhe o bote certeiro
Já conheço seu dorso de gazela
Cavalo brabo montado em pêlo
Dominante, não se desembaraça
Ofegante, é dona do seu senhor
Hoje é o dia da graça
Hoje é o dia da caça e do caçador



http://sarauxyz.blogspot.com.br/2008/10/chico-buarque-de-holanda-caada.html#.WwHVQiBv-Uk



INÍCIO 

sexta-feira, 18 de maio de 2018

DEDO NA FERIDA - filme de Silvio Tendler - 31 de maio nos cinemas




https://www.facebook.com/InternetocraciaBrasil/photos/a.283977441693082.64614.283922491698577/1743849279039217/?type=3&theater&ifg=1


https://www.youtube.com/watch?v=FGj4d-FrxL0

Publicado em 26 de abr de 2018

Depoimentos no Trailer Costa-Gavras Cineasta, Grécia/França Yanis Varoufakis Ex-ministro das Finanças, Grécia Anderson Marinho Ribeiro Podólogo, Brasil Laura Carvalho Professora de Economia, Universidade de São Paulo, Brasil David Harvey Professor de Antropologia e Geografia da Universidade de Nova Iorque , Estados Unidos Boaventura de Souza Santos Professor de Sociologia da Universidade de Coimbra , Portugal Maria José Fariñas Dulce Professora de Filosofia do Direito da Universidade Carlos III, Espanha “Dedo na Ferida”
 
Em um cenário onde a lógica homicida do capital financeiro inviabiliza qualquer alternativa de justiça social, o documentário “Dedo na Ferida”, de Silvio Tendler, se afirma como um filme incomodamente atual. Para o 1% mais rico da população, uma crise econômica nunca deve ser desperdiçada, ela é uma oportunidade para aumentar o seu capital e influência. Bancos, seguradoras, fundos de investimento e elites econômicas - os donos do poder - comandam o planeta em nome dos interesses do grande capital internacional. Governos perdem autonomia e passam a lutar contra massas de capital que circulam livremente pelo globo, enquanto as grandes corporações acumulam um capital volátil, transnacional, pouco produtivo e guardado em paraísos fiscais. “Dedo na Ferida” mostra como a vida do cidadão comum é impactada por esse jogo de poder onde o salário mínimo, o feijão e a passagem de ônibus estão atrelados a conceitos como dívida pública, quebras de bolsas de valores, estouro de bolhas especulativas e taxas de juros. 
 
Entrevistas: Yanis Varoufakis Ex-ministro das Finanças, Grécia Costa-Gavras Cineasta, Grécia/França Celso Amorim Ex-ministro das Relações Exteriores, Brasil Paulo Nogueira Batista Jr. Vice-presidente do Novo Banco de Desenvolvimento –Brics, Brasil Boaventura de Souza Santos Professor de Sociologia da Universidade de Coimbra , Portugal David Harvey Professor de Antropologia e Geografia da Universidade de Nova Iorque , Estados Unidos Maria José Fariñas Dulce Professora de Filosofia do Direito da Universidade Carlos III, Espanha Ladislau Dowbor Professor Titular de Economia da PUC-São Paulo, Brasil Keith Cattley Economista e Empresário Gianni Tognoni Secretário Geral do Tribunal Permanente dos Povos, Itália Oscar Oliveira Sindicalista, liderança contra privatização da água, Bolívia Laura Carvalho Professora de Economia, Universidade de São Paulo, Brasil Guilherme Mello Professor de Economia, Unicamp, Brasil Bruno W. Medsta Diretor de Teatro, Brasil Raquel Rolnik Professora de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, Brasil Anderson Marinho Ribeiro Podólogo, Brasil Luis Nassif Jornalista Econômico, Brasil
 
 

INÍCIO 

Brasil, o país dos agrotóxicos

https://www.facebook.com/siteprojetocolabora/videos/780835378772964/

Brasil, o país dos agrotóxicos
Projeto #Colabora

há ± 2 semanas ·
Metade dos agrotóxicos usados na agricultura no Brasil já foi banida de países como os Estados Unidos. Agostinho Vieira, editor do #Colabora, explica por que os chamados defensivos agrícolas são um problema cada vez mais sério em nosso país.
27 mil visualizações
 
 
INÍCIO 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...